04 setembro 2019

Cargill investe US$ 75 milhões em fabricante de proteína de ervilha

A canadense Puris é a principal fornecedora da food tech Beyond Meat

COMPARTILHE:

rebecca-orlov-orlov-design-co-7qcAAlLjQ3E-unsplash

0

A Cargill, uma das maiores empresas de processamento de alimentos do mundo, está de olho no mercado de proteínas alternativas. A companhia anunciou um investimento de US$ 75 milhões na Puris, responsável pela produção de proteína de ervilha, ingrediente mais importante das receitas da Beyond Meat. Em 2018, a Cargill já havia investido outros US$ 25 milhões na Puris.

Com os recursos, a empresa espera dobrar a produção de sua central de processamento em Dawson, no estado de Minnesota. Atualmente, a Puris produz a proteína a partir de ervilhas orgânicas e não transgênicas cultivadas por uma rede de mais de 400 produtores do meio-oeste americano. Além da central em Minnesota, eles têm fábricas em Wisconsin e Iowa. O aporte deve criar pelo menos 90 novos empregos.

A Beyond Meat já afirmou em outras ocasiões que se preocupa com uma eventual falta de insumos, já que a demanda pelas proteínas alternativas não pára de crescer. O investimento da Cargill vai ajudar a aliviar o problema da food tech. Ao mesmo tempo, mostra um interesse da gigante do agro na agricultura regenerativa, já que o cultivo de ervilhas oferece uma proteção ao solo contra a erosão.

A Cargill também fechou uma parceria com a White Dog Lab para ter acesso à ProTyton, uma proteína unicelular produzida a partir da fermentação no milho e destinada à alimentação de peixes e camarões. De acordo com os testes realizados, a ProTyton garante uma boa fonte de proteína aos animais ao mesmo tempo em que é uma opção mais sustentável e com preço interesse aos piscicultores.

Leia Mais:

Burger King começa a vender o Rebel Whopper

Hambúrguer feito de plantas já está disponível em 75 unidades da rede

SAIBA MAIS

Corrida pela inovação no Oeste Baiano

Numa maratona de 54h de imersão para construir projetos e pensar diferente, o que se viu na dinâmica em LEM foi uma busca frenética em atender demandas e gargalos do setor.

SAIBA MAIS

Agtechs e food techs entre as 25 melhores startups segundo o LinkedIn

Fintechs dominam o ranking, mas há empresas do agro em destaque na lista Top Startups

SAIBA MAIS

L’Oréal e Sebrae buscam startups com soluções para matérias-primas

Programa de aceleração prevê investimentos de até R$ 150 mil

SAIBA MAIS