09 maio 2019

A Farsul sob nova direção

O novo presidente Gedeão Pereira fala sobre o desafio da inovação e os rumos que a entidade pretende trilhar no caminho da implementação de novas tecnologias

COMPARTILHE:

0

Tomou posse neste mês de Abril como presidente eleito da FARSUL – Federação de Agricultura do Rio Grande do Sul, o veterinário Gedeão Pereira, produtor rural de Bagé, RS. O evento que inaugurou um mandato de três anos foi prestigiado por figuras importantes do Agro gaúcho e nacional, e reforça a relevância do Sistema Sindical do setor. Com uma diretoria renovada na Federação Gaúcha e no SenarRS, o novo presidente vem indicando uma visão de mais proximidade e participação ativa da entidade nas variadas cadeias produtivas do Agro no Estado do RS, e foco na área de inovação e tecnologia. Vale a pena assistir a entrevista!

AUTOR:

Donário Lopes de Almeida

Engenheiro Agrônomo e Jornalista, com MBA em gestão e cursos executivos em reconhecidas escolas como Harvard, Universidade de Wisconsin, Universidade de Toronto e, recentemente, na Singularity University, no Vale do Silício. Entre 2006 e 2017 foi presidente do Canal Rural, onde atua hoje como Conselheiro. Um entusiasta do Agronegócio e da tecnologia, vem direcionando seu foco no entendimento e debate sobre as oportunidades de digitalização da Agropecuária, a Agricultura 4.0.

Leia Mais:

Startup japonesa cria robôs que cozinham para clientes de restaurantes

Connected Robotics captou US$ 7,8 milhões em uma rodada de Série A

SAIBA MAIS

AgTech Garage lança seu programa de potencialização de startups

Intensive Connection está com inscrições abertas e busca soluções de agricultura sustentável e familiar, saúde animal e fertilizantes

SAIBA MAIS

AeroFarms capta US$ 100 milhões e reforça a importância da agricultura vertical

Recursos serão usados para expandir a atuação da agtech nos Estados Unidos e em outros países

SAIBA MAIS

O futuro pode transformar micróbios em unicórnios

Com a pressão cada vez maior sobre o tema sustentabilidade, a biotecnologia pode ser uma grande parceira, e o uso de inseticidas botânicos, feromônios, substâncias atraentes e repelentes, serão opções para o manejo de resistência e alternativa ao uso de defensivos químicos.

SAIBA MAIS